Julio Urrutiaga Almada
Só voa quem de céu é feito
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

À primeira vista


Imã

Até aonde vou?
Até aonde sou?

Até onde vem
Até onde quer
Até onde é
Até aonde for.

Julio Almada, Livro dos Silêncios


“Só se ama uma mulher quando lhe tememos a pele e o cheiro”, Eu leio o pensamento de Antonio Maria, querendo me lembrar do tempo – dos dias desprovidos de razão ou sentido para temê-la assim – em que nossos corpos e cheiros eram órbitas difusas, intocadas e de improvável e quase absurda condição de proximidade e lembro ou concluo, não sei bem, senti o cheiro dela, o desespero, a sofreguidão, a morte do que eu fui antes, no exato momento em que nossos olhos por primeira vez se tocaram.

Do Livro Caderno de Ontem

Julio Urrutiaga Almada
Enviado por Julio Urrutiaga Almada em 27/01/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caderno de Ontem R$30,00
Em um mapa sem Cachorros R$30,00
Instantâneo Enlace R$32,00
O amor é um precipício do Cão R$32,00
Poemas Mal_Ditos R$30,00